Serginho participa de reunião para debater funcionamento da agência do Banco do Brasil no município


Na manhã do último dia 27 de maio foi realizada uma reunião na prefeitura de Campina Grande do Sul, na qual estiveram presentes dirigentes e responsáveis pela agência do Banco do Brasil, o superintendente regional de varejo Ney Augusto Resmer Vieira e o gerente da agência do Jardim Paulista Edenir de Oliveira, para uma reunião na qual foram discutidos os problemas e também as possíveis soluções para o retorno ao atendimento normal da agência.


O banco continua fechado após ter sido alvo de assaltantes no dia 05 de maio, quando três homens armados invadiram a agência e renderam o gerente, vigilantes e demais funcionários. O trio fugiu em um carro de uma funcionária, levando o dinheiro do cofre. Quem chega à agência se depara com um aviso na entrada de que o banco ficará "fechado por tempo indeterminado".


Desde que a agência fechou as portas, legislativo e executivo trabalham para que os serviços sejam garantidos à população. “A nossa preocupação também está voltada à economia local, que sofreu brusca queda neste período. A agência enfrenta problemas e prejudica a população após o assalto ocorrido”, afirma o presidente da Câmara, Sergio Cavagni.


O prefeito Luiz Assunção também pediu que os serviços do banco fossem retomados. "Sabemos que muitos munícipes dependem da agência para se manter, especialmente os beneficiários de programas como o Pronaf, Fies, entre outros. Por isso, fizemos uma série de solicitações aos responsáveis para que normalizem o atendimento com a máxima urgência".



Posts Recentes

© 2016 por Assessoria de Imprensa